segunda-feira, 27 de março de 2017

A música "Ninguém".

Ninguém é uma canção que nasceu aos poucos. Fui cantarolando o refrão durante alguns dias, talvez meses. Fiquei imaginando o que colocar nas estrofes. Era a época em que eu andava bastante a pé e aproveitava esse momento para observar as pessoas na rua. Esperando o ônibus certa vez, um grupo de surdos se aproximou. Eu fiquei ali apreciando a forma como eles se comunicavam por gestos e me senti uma estrangeira no meu próprio país. Virei espectadora de uma cena silenciosa e gestual onde as pessoas do grupo precisavam prestar bastante atenção umas às outras para se entenderem. "Aquele que não ouve precisa que alguém preste atenção nos seus gestos..." E assim foi nascendo uma das estrofes. Percebi que o refrão era a costura que uniria uma estrofe à outra com histórias do cotidiano e fui montando a música com essa ideia. Como crio a canção fazendo a letra e a melodia ao mesmo tempo, foi fácil terminar a Ninguém depois que decidi qual seria sua mensagem. 
Ela tem uma força tão bonita que muitas pessoas vêm e dizem que adoram a Ninguém. Eu a vejo tranquila, sincera e simples; tem um passeio melódico agradável, pois foi feita com bastante carinho. Aliás, sou muito suspeita pra falar do carinho com que trato minhas músicas, porque pra mim elas são como filhas e cada uma tem sua personalidade. Tanto é assim que vão mudando também com o tempo. Cada vez que interpreto, elas já estão mais "crescidas".

Com vocês, a Ninguém. <3 p="">



domingo, 21 de agosto de 2016

Jorge

A "Jorge" nasceu texto primeiro. Não tinha melodia. Era um texto que escrevi em um dos meus tantos cadernos, onde escrevo pensamentos que funcionam quase como um diário. Lá estava a "Jorge" esperando para virar música.
Antes da versão do link abaixo, teve outras versões, com outros arranjos e caras, mas no CD "Unni", ela está alegre. Mais alegre do que sua essência sugere.
Sua história é sobre um amor adolescente que durou alguns anos e tornou-se um amor da primeira fase adulta também. Um amor que durou muito. Teve semente e tudo. Mas quando germinou, foi cortado logo em seguida. Germinou cedo demais, clandestinamente demais. Tornou-se até algo preocupante, pelas suas consequências, ou inconsequências. Deixou até cicatriz. Mas teve sua beleza; e por ter essa beleza, virou música.
Segue o link da "Jorge" no Spotify.




sexta-feira, 29 de julho de 2016

Perfeita pra Você


Iniciando a série de postagens sobre as músicas do CD Unni aqui no blog, vou falar sobre o nascimento de cada uma delas na mesma ordem do álbum. A postagem de abertura é sobre a música Perfeita pra Você.

A "Perfeita pra Você" tem características de primeira em tudo. É a primeira do CD, nasceu com a primeira frase, ainda sem melodia "eu sou a soma de tudo que eu tenho e de tudo que me falta..."
Ela foi também a primeira a ganhar um clipe e vai ser a primeira a ser traduzida, por assim dizer, nesta lista de músicas a serem "contadas". Pois cada uma é - além de uma canção - também um conto.

Eu a escrevi pensando no que somos. Somos diferentes a cada momento, ainda que não percebamos isso tão nitidamente. Uma nova palavra, um novo ponto de vista, uma nova ideia, uma nova esperança. "Tudo muda o tempo todo no mundo", já disse Lulu Santos. E somos assim também: mudamos, até o final. Não vai existir o momento em que você vai estar completamente pronto pra alguém. Nem alguém vai estar completamente pronto pra você.

Falando de um amor romântico, são duas pessoas que se encontram em um determinado momento das suas vidas e elas se encaixam, com suas perfeições e imperfeições. Eles dois colaboram um para a evolução do outro. São, dessa forma, perfeitos um para o outro.

Um grande amigo meu ouviu a música e propôs fazermos um clipe, com os recursos que tínhamos, com praticidade, alegria e muita vontade. E então, de uma conversa nasceu este clipe feito entre amigos. Um presente que ganhei de uma pessoa muito querida, o Khris Taylor. Pois a Perfeita pra Você é ainda mais abrangente: ela fala de qualquer relacionamento. Amizade é um deles. E se trata sempre de duas pessoas em transformação que se encontram em um determinado momento para transformarem também uma à outra.

Eu me sinto transformada por cada uma das pessoas que participaram do processo de nascimento, construção e acabamento dessa música. A produção é de Rodrigo Lemos, ex Banda Mais Bonita da Cidade, o Lemoskine. As gravações foram feitas em Curitiba no estúdio AudioStamp com o Virgílio Milléo, e a mixagem e masterização foram feitas no Rio de Janeiro, por Jafi Augusto e Ricardo Garcia, respectivamente.

Com vocês, a Perfeita pra Você:

terça-feira, 26 de julho de 2016

Consciência do que queremos

Hoje li um pequeno texto do Sri Prem Baba que quero compartilhar aqui com vocês:

“Quanto mais freneticamente você busca por algo e mais esse algo parece fugir de você, maior é o seu não inconsciente para isso que conscientemente você deseja;e maior é a sua inabilidade para lidar com esse não. Ao tomar consciência desse não, você inicia o processo de compreensão e transformação dessa dificuldade. Então, talvez você descubra que isso que você quer não é exatamente o que você precisa; talvez seja somente um capricho do seu ego; uma obstinação para satisfazer uma vaidade.”

E não é que é verdade?

Perceba só: quando você supostamente quer muito algo mas ele não acontece, de certa forma você internamente não quis esse algo. Como se uma voz interna, sábia, te dissesse que não é isso que você precisa verdadeiramente; mas você por teimosia insistisse em contrariar essa voz sábia interna, por pura vaidade de provar que consegue o que "quer". Percebeu?

Nós temos, por vezes na vida, a mania de contrariar nossa voz interna só por teimosia caprichosa. É um capricho bobo, que nasce mais do medo que da certeza. E não é um baita medo. É geralmente um medo tão bobo quanto o capricho. Quer ver?

Quando você pensa que quer uma pessoa na sua vida e insiste que é essa pessoa que você quer do seu lado e nenhuma outra mais. Por algum motivo essa pessoa já não faz mais parte da sua vida, pois vocês mudaram de sintonia, de caminhos, algo assim. Você, na verdade, não quer mais essa pessoa. Mas acredita que quer, pelo medo bobo que você tem de ficar sozinho. Então é como se essa pessoa, que você julga ter se encaixado perfeitamente no que você quer, fosse a única que pudesse acompanhar você neste mundo tão cheio de gente complicada. E a única que você poderia também acompanhar. Deixa eu te contar um segredo: ela não é a única pessoa que pode se encaixar em você. Você só está com preguiça de encarar um mundo novo em outra pessoa. Sim, porque conhecer uma pessoa nova dá trabalho! É todo um universo de novidades. 
Mas pare com essa preguiça! Você mudou! Você precisa conhecer alguém novo. E pare de comparar as pessoas! Uma é diferente da outra. Algumas se encaixam mais, outras menos. Demora um pouco achar quem se encaixe bem. Demora um pouco para percebermos que encaixamos.Tenha paciência com o outro e consigo mesmo. 

E quando não se trata de uma pessoa, se trata de uma promoção no trabalho, um projeto? Pois bem, é a mesma coisa. Temos pouca paciência para a trajetória e acabamos acreditando que os nãos estão fora da gente. Os nãos são pedidos nossos! É engraçado pensar desse jeito, porque ninguém quer nãos, pelo menos não conscientemente. Mas, sim, nós os atraímos. Ou para superarmos e termos o gosto da vitória, por ainda não nos sentimos cem por cento merecedores ou preparados para o sim, ou porque internamente não queremos mesmo. Queremos outra coisa, mas temos um pouco de medo de admitir. 

Enfim, como você já viu este é um texto bastante simples. 

Tem tom de autoajuda e é um tanto como outros textos que você pode ler por aí. Mas este é meu, de coração pra você. =) 

Escrevi pra quem quiser vir e aproveitar dessa sincronicidade da vida que é ler um texto que se encaixa perfeitamente no que você precisava ler hoje. Pelo menos foi assim pra mim quando li o trecho do Sri Prem Baba que coloquei lá em cima. 

Espero que este raciocínio sobre nossa consciência do que queremos tenha sido útil pra você. É aquela velha história do "ouça o seu coração", sabe? Só que ouça mesmo. Tira os filtros da vaidade da frente e veja com clareza aquilo que você realmente precisa. 

É isso.  =)

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

O significado da palavra Unni

Para começar - ou recomeçar - vou explicar o porque do nome Unni.

"Unni es coreano, y significa hermana mayor, aunque se usa entre amigas también, para referirse a una amiga mayor." (fonte: palabrita.net)

Tradução: Unni é coreano e significa irmã mais velha, ainda que seja usado entre amigas também ao se referirem a uma amiga mais velha.

A explicação acima se encaixa perfeitamente naquilo que sou para os meus irmãos: a irmã mais velha. E também no que sou para alguns dos meus amigos. Né Lipe?

Mas existe uma tradução da palavra Unni que aprendi nas leituras e práticas do Yôga que foi a que me prendeu a atenção e com a qual eu me identifiquei desde um início:

"Em sânscrito, unni significa liderar, resgatar, erigir, plantar, levantar, exaltar, engrandecer, edificar, construir, montar, estender, avançar, pôr diante, desembaraçar, causar, determinar, ajudar, promover." (fonte: uni-yoga.org)

Na versão para computador, vocês têm no final da página a opção "Receba novos posts", que permite incluir seus emails na lista do blog e receberem minhas atualizações na sua caixa.

Sintam-se livres para comentar, quando assim quiserem. Sempre haverá alguém que queira dizer algo relevante, incluir alguma idéia ou pensamento, fazer uma observação ou acrescentar um dado. E será uma grande troca, pois além de escrever pra vocês, também quero aprender com vocês.

Um grande abraço,

Maricel

sexta-feira, 31 de julho de 2015

O blog voltou

Tive uma ideia, ao reativar o blog. Vou falar de trabalho, contar a história de uma música do Unni por vez e temperar com textos livres.

Este é meu texto livre de hoje, para celebrar a reinauguração da casa.

Pensei em omitir todos os textos mais antigos, mas decidi deixar alguns por enquanto. Afinal, eles são provas da mudança e da evolução. E provas também, por outro lado, de que há certas características que temos que não mudam nunca.

Assustadoramente as coisas se tornam passado. Favoravelmente também. Nunca o passado é melhor que o presente, porque só no presente podemos fazer tudo do jeito que queremos. E isso é excitante, não é mesmo?

Os textos livres são o exercício da minha vontade de falar sobre assuntos variados, que, dentro da sua banalidade ou expressão despretensiosa, guardam algo de importante pra ser postado. Nem que seja pra registrar ideias momentâneas, não fixas. Sim, porque mudamos. Sempre aprendemos a vestir alguns trajes comportamentais que antes ignorávamos ou não considerávamos importantes.

Se além do blog existem outras novidades? É claro que sim! Mas sobre esses assuntos vou falar em outros posts. Hoje, aqui neste texto, só vim saudar a reativação da fábrica de palavras.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

E-mail do Gil

Então... mesmo com a sua timidez, o Gil me autorizou a postar o seu email aqui no blog... que bom! Pois uma mensagem assim, tão querida e bem escrita, não poderia ficar escondidinha.


Olá Maricel!



Primeiro quero me desculpar por usar o e-mail e não o facebook ou outra maneira "pública" para escrever para você, acho que é minha maldita timidez...

Gostaria que você soubesse que estou muito feliz e orgulhoso por ter sido convidado a participar de seus espaços virtuais, você não imagina como estou contente.



MÚSICAS
Desde que tive o primeiro contato com suas músicas fui tocado profundamente, elas viraram minhas "músicas de cabeceira". Suas canções tem o poder de entender e tocar a alma, e eu virei fã incondicional, daqueles que acompanham sua trajetória, que torcem, que vibram, que contam os dias para o próximo show...

Mas eu tenho paixão por uma música em especial: "Até depois da vida", que já ouvi 32.428 vezes! (brincadeira!! devo estar na 5.132º vez, mas eu chego lá :)



DIVULGAÇÃO
Hoje eu sou um divulgador incansável de seu trabalho, principalmente porque acredito no seu talento, na sua garra e na sua vontade de fazer cada vez melhor. E a maneira que eu encontrei de fazer isso foi mostrar suas músicas para meus amigos e conhecidos. Tenho algumas que baixei para meu celular e sempre que posso, e até quando não poderia ou não deveria, eu mostro.



MEU CÍRCULO DE AMIZADES
Eu participo há muitos anos de trabalho voluntário com jovens pré-adolescentes (têm hífem? já não sei mais...), e adolescentes, e também com adultos para os quais eu dou palestras em cursos específicos para quem quer iniciar no movimento. E em todos estes cursos do qual participo, que acontecem a cada dois meses, eu levo o violão e toco. E eles adoram e perguntam: que música é esta? quem canta? quem toca? onde compro o cd? quando vai ter show? etc... e eu falo de você, conto tudo e digo que é minha amiga virtual (caramba! estufo o peito para dizer isso! me encho de orgulho!) que é uma pessoa sensível e que suas canções embalam minha vida...



Neste mês de janeiro que passou, estive em Foz do Iguaçú num acampamento nacional onde estiveram presentes aproximadamente 5.000 pessoas (algo em torno de 3.700 jovens e 1.300 adultos de todo o Brasil), e eu não pude perder a oportunidade de mostrar suas músicas. Lógico que não foram para todos, não sou tão popular assim, mas a noite, na porta da barraca, juntava algumas pessoas para ouvir e muita gente ouviu suas músicas!



VIOLÃO
Esta foi a maneira que encontrei de espalhar suas canções ao maior número possível de pessoas, tocando violão (que eu engano um pouco...)

E uma vez você me passou por e-mail algumas letras e seus acordes, que eu insisti até conseguir tocar...

Eu acampo com jovens e alguns adultos pelo menos uma vez por mês, e sempre levo o violão, porque a noite, depois das atividades noturnas e do fogo de conselho, é hora de sentar ao lado da fogueira e cantar... e acredite, minha tropa está cantando Maricel Ioris!! eles adoram, e como eu disse, são jovens na faixa de 11 a 15 anos.



PEDIDO
As músicas que você me passou eu já aprendi a tocar, mas tem uma em especial que eu gostaria muito de tocar. Eu já tentei tirar de ouvido mas meus conhecimentos técnicos-musicais-científicos-filosóficos não me permitiram.

Adivinhe qual é a música? isso mesmo "Até depois da vida".

Então vou fazer um pedido e gostaria que você se sentisse completamente a vontade para negar, por qualquer motivo e sem explicação, eu vou entender perfeitamente...

E isso em nada, nada mesmo, irá diminuir o carinho e a admiração que eu tenho por você. Gostaria muito de ter os acordes e a tablatura do riff desta música. Seria algo como uma realização pessoal, poder tocar esta música, que tanto diz para mim...



Então é isso Maricel, espero que você esteja bem e em paz, e que os deuses iluminem sempre seu caminho.



Beijos

Gil


------------

Eu já disse a ele, mas repito aqui:

Gil, é por pessoas como você que eu continuo SEMPRE em frente!

Já passei as cifras da Até Depois da Vida a ele por email... acho também essa música de uma sinceridade e uma força incríveis... mas sou suspeita para falar, né?

Beijos e abraços,

Maricel.

Quem sou eu

Minha foto
Brazil
Eu gosto de todas as formas de expressão.